quarta-feira, 11 de junho de 2008

Os Desejos


















DESEJOS:

Soltos, ao relento. preferidos
Excluídos, abafados, escondidos
Amores, amantes, amáveis bandidos
Vorazes, arrebatadores doloridos
***

Amores secretos, abertos
Com sabores de orvalhada
Manhã molhada, noite sonhada
Desperta lume Amigo A trepada

***
Pela Amada,em silêncio, escondido
Amando, sem ser amado
Compreendido, assim sofrido
Cheguei a ti Amor bandido.

***
Partir, minutos antes, safada
Tudo debanda, pelo tesão
Pelo desejo, que confusão

Assim ficamos p’ra outra rodada
***
Quem sabe, ao sair desta
Todas as lapidadas arestas
Nos deixam. E ao entenderes

Que Amor também deseja
***
Amar sem restrições, com tesão
Com sofreguidão sentirás então
O quanto é bom Amar e ser Amada
Desejar ser desejada Loucura então
Ao ápices chegar, em delírio
Por Amor, por tesão, por desejar.
Vem. Para aqui somar Amar sentir
Sem mistérios sem segredos

E para todo o sempre sem MEDOS


** Sim Para vc Amor...

Um comentário:

  1. Olá Rui!
    Vim agradecer seu belo comentário e me deparei com poesias maravilhosas.
    Obrigada e voltarei!
    Abraço!

    ResponderExcluir