sexta-feira, 11 de abril de 2008

De surpresa volto à Rainha...





À Amante À Rainha, à Mãe, à Mulher à Menina

Em todos os papeis te conheço
Em todos teu carinho é extremo
À menina livre leve e solta.
Meu carinho e apreço.

À Mulher, Indescritível
Maravilhosa, Lutadora,
À vezes cansada, sempre divina
E de forma séria, sonhadora
Prestativa, altiva encantadora,
Meu beijo, meu carinho meu Universo

À Mãe, há!!! À mãe.
Protetora, Brincalhona
Companheira, sensual
Extrovertida “brigona”
Mãe pai, coisa difícil
Se é que para alguém assim
Existe o difícil enfim.
Pela Mãe profunda admiração

À Rainha, do Lar.
Dos seus protegidos
Dos que a inteligência não agraciou
Dos que sabem e atraplham
Dos que na mão tudo querem
Dos que chegam chorando.
E sempre saem sorrindo
Enfim humana e com insuficiências
Altiva majestosa impressionante
Em tese uma verdadeira Alteza

À Amante. Sensual, Dengosa
Manhosa, fogosa
Feminina, devassa deliciosa,
Enfim Uma Bela Mulher ,
Em toda a sua plenitude
Pujança, Amor.




Minha Querida.Que essa Rainha cresça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário