terça-feira, 13 de maio de 2008

Caroline















Musa encantadora,
Mulher, linda sedutora
Frágil, dengosa amorosa

Sempre forte silenciosa

***
Trabalhadora, Mãe
Manto de extremuras
Sua princesa cultua
Em meio a desventuras

***
Querida, Mulher, amante
Devassa sabida deslumbrante
À vezes inconstante
Presença sempre marcante.
***
De Musa a Diva
Altiva e elegante
Por vezes estonteante
De onde tanta beleza
Faz essa menina mulher pujante
Um “monstro” a cada instante
Por vezes frágil, pois é...
Enfim humana e assim
Mulher, amante, amada,
Mãe esmerada
Ao sol te aquecerei
Por teus braços
Sempre clamarei

CAROLINE.

Um comentário:

  1. Olá Rui...

    Que bom conhecer pessoas como vc, fiquei emocionada com seus poemas. Mas vou responder seu post no outro blog ( ex gordo ) para não quebrar o encanto que este aqui está me ofertando agora...Desculpe mas vou xeretar mais um pouquinho!
    Adorei seus poemas. Parabéns.
    Abraços.

    ResponderExcluir